12 dezembro 2012

Os 50 estão de volta! Ou eles nunca foram embora?


Você adora o shape “Cinquentinha” que vira e mexe está de volta às passarelas? A gente também, claro. Mas por que será que esse estilo está sempre indo e voltando? (Por aqui, a gente acha que ele nunca saiu de moda).

A década de 50 veio com um sopro de pós-guerra e a moda pode retomar seu rumo após anos de racionamento. Daí o visual "ladylike"... vestidos com saia evasê, metros e metros de tecido, cintura marcada, além de luvas e outros acessórios de luxo.  Era o chamado “New Look”, de Christian Dior.

Esse estilo atravessou os anos 50 e veio a ficar ainda mais marcado pelas suas representantes: Audrey Hepburn, Grace Kelly, Brigitte Bardot e todas aquelas divas incríveis que nós bem conhecemos. Foi nessa década também que a moda conheceu os nomes que se perpetuariam na alta-costura: Hubert de Givenchy, Pierre Balmain, Nina Ricci e o próprio Dior, viveriam nessa época o seu apogeu.

A moda nos anos 50 se caracterizou por vestidos volumosos, cintura
marcada, luvas e acessórios de luxo.


Só por ai a gente já pode imaginar porque a década de 50 é considerada a mais glamorosa e sofisticada de todas. Esse estilo só viria a perder força na chamada “democratização da moda”, que focava os jovens oriundos do rock’n roll e da “Juventude Transviada”. Mas daí a gente já está falando do começo dos anos 60 e isso...é uma outra história.

O bom é que hoje conseguimos mesclar estilos, criar novos...mas o “Cinquentinha”está sempre presente. Inclusive ele é o queridinho desta estação. Quer ver como a gente não consegue fugir dele?

No sentido horário: os nossos Rossini e Regarde-Moi, inspirados no evasê das
saias e com a cintura bem marcada. A atriz Christina Ricci, que
adora o shape, em set de filmagem; e a atriz e cantora Zooey Deschanel,
atualmente umas das maiores representantes do estilo. 

Postar um comentário