11 setembro 2012

Pasmem, é Paisley!

Com certeza você já deve ter usado em alguma época da sua vida. A estampa Paisley (também conhecida como Cashmere) ganhou a moda nos anos 70, mas surgiu muito antes disso. Ela tem mais história do que você imagina. Vem com a gente!

Apesar do nome ser derivado de uma cidade da Escócia, o desenho em formato de folha e ares florais surgiu na região da Cashemira, na Índia. Ao que tudo indica, lá pelo século XVII, a cidade de Paisley foi a primeira a receber os tecidos que os mercadores europeus traziam das expedições pela Ásia, dai seu nome ocidental. A procura pelo produto foi tão grande, que o motivo passou a ser copiado e fabricado em larga escala, ganhando diversos países da Europa e se popularizando com o passar dos anos.

No final da década de 60, com toda a onda hippie e o crescente interesse pela cultura indiana (trazido aos holofotes pelos Beatles)  a estampa ganhou ainda mais espaço. Estava presente em calças, camisas, lenços, pijamas, tapetes, papéis de parede e até guitarras (o modelo Telecaster, da Fender). Nos 80, foi a vez do cantor Prince que, além de batizar uma de suas músicas, ainda criou um selo chamado Paisley Park Records. Em 2010, um fato curioso: Paisley volta à cena nas calças do time olímpico do Azerbaijão, nos jogos olímpicos de inverno, chamando a atenção de todos os noticiários de esportes. Esse ano, a estilista Stella McCartney trouxe a inspiração (será que do pai?) para a sua coleção Summer 2012.

Carimbo antigo, usado para estampar os tecidos,  detalhe da calça dos atletas do Azerbaijão, Pink Paisley (da Fender) e Ringo Starr de camisa estampada, no início da fase psicodélica dos Beatles.

Coleção Summer 2012 Stella McCartney 


Enfim, tudo isso na verdade foi apenas pra dizer que agora a Paisley também está marcando território na Lascivité, no incrível vestido Bardot. E já promete ser um hit da coleção. Pasmem! ;]

Vestido Bardot



Postar um comentário