16 janeiro 2012

Gabriela Alves, musa da coleção Bonjour Paris, na Ilha de Caras

A atriz Gabriela Alves esteve na Ilha de Caras para recarregar as energias pós réveillon. A musa contou seus projetos para 2012 e gravou um vídeo com dicas sobre alimentação. Aliás, Gabriela dá um show quando o assunto é saúde. Adepta a alimentação orgânica e balanceada ela mantém um SPA na região serrana do Rio de Janeiro com sua mãe, a atriz Tania Alves, para quem quer começar 2012 mais saudável e em sintonia com a natureza, vale a pena passar alguns dias no SPA Maria Bonita.

Gabi, estamos torcendo por você e desejamos que todos esses projetos sejam um sucesso, pois você super merece! =)

Gabriela Alves com o vestido Mai na ilha de Caras

Tão sofrida nas telinhas como a professora Odete Fiel em Amor e Revolução, trama do SBT, Gabriela Alves, que completou 40 anos no primeiro dia do ano, vive uma fase de realização na vida real. Por quase nove anos, a atriz decidiu se afastar das novelas para se dedicar a estudos e projetos não relacionados ao meio artístico. Mas, ao receber o convite do autor Tiago Santiago (48), não pensou duas vezes. “De certa forma, sinto que estou nascendo de novo, tanto na vida pessoal, quanto nas artes”, fala Gabriela.
Na Ilha de CARAS, no litoral sul fluminense, a herdeira da também atriz Tânia Alves (58) deixa claro que não pensa em parar tão cedo e enumera os diversos projetos para 2012. “Quero finalizar um roteiro de filme sobre o meu pai, Juan Toulier, e um show cênico com músicas do Chico Buarque. Também espero estrear um musical sobre a vida da Clara Nunes e uma comédia musicada com o Eduardo Martini. Ainda quero voltar a estudar Psicanálise, reunir poesias para publicar um livro e me dedicar a ações ambientais na região serrana do Rio”, conta ela, que teve o seu primeiro sucesso na novela global Mulheres de Areia, de 1993, atualmente reprisada no canal pago Viva. “Eu era uma menina”, lembra a atriz, entre risos.
– Como foi voltar à TV?
– Decidi que não voltaria para fazer qualquer coisa, tinha de ser especial. Percebi que vivemos em um País sem memória, onde a arte não é valorizada à altura e, por isso, resolvi ingressar nesse projeto e buscar uma ponte entre o ideal e o real. Fazer parte dessa novela é honrar minha profissão, pois conta-se a história do País.
– Como se definiria hoje?
– Sinto que posso abrir as asas de novo e voar em direção ao que é essencial.
– Envolvida com tantos projetos, sobra tempo para namorar?
– Estou solteira. Sou uma mulher de paixões, mas levei tempo para entender que amor não é sacrifício, mas sim sacro ofício.
– Tem vontade de ter filhos?
– Sonho com uma família, mas preciso da pessoa certa. Quem sabe eu não abra uma creche?
Veja o vídeo da TV CARAS:

Postar um comentário